sunrise-family-dentistry-roseville-004-slim

Um consultório odontológico é como uma empresa, depende de uma boa gestão para funcionar bem e gerar lucros. Assim, a organização financeira e administrativa de um consultório é essencial para que ele se mantenha no mercado.

O primeira passo para organizar financeiramente seu consultório, é acompanhar todas as rotinas, ou seja, ter conhecimento de tudo o que acontece, para que com as informações corretas, seja possível controlá-lo.

Para estipular os honorários cobrados, uma série de fatores deve ser levada em consideração, como o valor cobrado pela concorrência, o perfil do público-alvo, a localização da sua clínica, os materiais usados, entre outros.

É fundamental também saber os custos internos fixos do consultório, como aluguel, salário dos funcionários, telefone, energia; e os custos variáveis (relacionado a cada serviço odontológico).

Deve-se ainda levar em consideração a remuneração do capital investido, o reinvestimento no próprio consultório e obviamente, a remuneração dos sócios (lucro).

Assim, para definirmos o preço, devemos:

  • Listar todos os custos fixos do consultório;
  • Determinar os horários de atendimento em um mês
  • Dividir os custos fixos mensais pelo número de horas de trabalho de um mês
  • A este valor, somar os custos variáveis e o lucro esperado para se obter o preço final.

 

Desta forma, temos: Custo Fixo/hora + Custo Variável + Lucro = PREÇO FINAL.

 

Fonte: http://www.colgateprofissional.com.br/LeadershipBR/ProfessionalEducation/CPD/Printables/CPD_5Edicao.pdf

Quer receber nossas novidades? Deixe seu e-mail.

Deixe um comentário