Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Surya Dental

Biossegurança na Odontologia: dicas para o seu consultório

Os consultórios odontológicos são locais de risco e, por isso, todas as normas de biossegurança na Odontologia devem ser seguidas com cuidado. É importante que tanto o cirurgião-dentista quanto a sua equipe de saúde sigam vários procedimentos.


Lembre-se: são inúmeros os riscos ocupacionais que cirurgiões-dentistas estão expostos, destacando-se os biológicos, pelo contato com pacientes, através de aerossóis e fluidos orgânicos que podem conter uma série de microrganismos que podem ocasionar sérias doenças.

Descubra algumas das medidas que podem ser tomadas para transformar sua clínica em um ambiente mais seguro!

O que é biossegurança na Odontologia

O trabalho odontológico exige do profissional e de sua equipe uma interação direta e frequente com pessoas, materiais biológicos e equipamentos. E é grande o risco ocupacional proveniente de agentes biológicos com que o cirurgião-dentista se depara.

biossegurança em odontologia o que é

Este fator age como mola propulsora para que esses profissionais se conscientizem em relação à biossegurança na Odontologia no âmbito laboral.

Esses riscos, no entanto, podem ser reduzidos com o uso de equipamentos de proteção coletivos e individuais, e com o cumprimento da NR 32, que estabelece as diretrizes para a implantação de medidas de segurança e proteção à saúde dos profissionais da área.

Outro fator que colabora para a diminuição dos riscos é a adoção de medidas de promoção e prevenção à saúde, a exemplo do uso correto de equipamentos de segurança, como luvas, toucas e máscaras.

Uso de equipamentos de proteção individual (EPIs)

O uso de EPI na Odontologia é obrigatório para toda a equipe do consultório. Esses equipamentos devem ser utilizados somente no local de atendimento, evitando, assim, a contaminação de outros espaços. Entre os principais materiais estão:

Luvas

Na Odontologia, temos diversos fatores que contribuem para as exposições ocupacionais com materiais biológicos, como o uso constante de instrumentos críticos, que penetram nos tecidos e atingem o sistema vascular, e os semi-críticos, advindos do contato com mucosa, saliva e sangue visível ou não.

Além disso, o ritmo de trabalho intenso rotineiramente leva a um maior desgaste do profissional, interferindo na sua atenção ao manusear instrumentos em um campo visual restrito, motivos que fazem com que o uso de luvas de procedimento sejam imprescindíveis.

biossegurança na odontologia

Eu quero

Existem também as luvas cirúrgicas que possuem controle de qualidade extra rigoroso. São esterilizadas por meio do método de radiação gama, e embaladas individualmente em papel cirúrgico, oferecendo adequada barreira microbiana, mantendo-as estéreis.

A embalagem WALLET possui indicação de mão direita e esquerda e proporciona abertura asséptica. É importante ressaltar que as luvas para atendimento cirúrgico, assim como as clínicas, devem ser descartadas a cada atendimento.

biossegurança na odontologiaEu quero

Avental de proteção ou jaleco

O jaleco é um equipamento de proteção individual importante para biossegurança na Odontologia, pois protege o cirurgião dentista da contaminação da pele por respingos de água e outros fluidos orgânicos.

Máscaras descartáveis

As máscaras descartáveis têm a finalidade de cobrir a boca e o nariz para evitar o contato direto com o paciente. Este material de segurança previne possíveis contaminações por vírus e bactérias.

Óculos protetor

A principal função dos óculos de proteção para dentistas é impedir o contato de micropartículas que possam se desprender da boca do paciente e entrar em contato com os olhos.

Além disso, ele pode servir de proteção à radiação no caso do uso de fotopolimerizadores, uma vez que esses equipamentos emitem uma luz forte e constante, e podem incomodar ou até causar danos à vista após algum tempo.

Gorro

Este item impede que a região do couro cabeludo e as orelhas sejam contaminadas com micropartículas e aerossóis. Ao mesmo tempo, também evita que cabelos se desprendam, mantendo a consulta mais higiênica.

Em ambiente cirúrgico, é recomendada a utilização de gorros feitos em tecidos respiráveis, como o polipropileno (TNT). Já para o dia a dia, é possível optar por itens feitos de tecidos comuns, como twill ou algodão.

biossegurança em odontologia gorro

biossegurança em odontologia botão

Rotina de limpeza em consultório odontológico

Utilizar os equipamentos corretos é importante para proteger a si e ao seu paciente. Entretanto, as bactérias e o biofilme podem permanecer no ar por horas e até dias, colocando em risco outras pessoas que transitam pela clínica.

Por essa razão, é importante instituir uma rotina de limpeza no consultório. É recomendado que seja feita diariamente, tanto entre os atendimentos quanto no final do expediente.

Limpe as superfícies com detergente enzimático diluído em água. Essa substância é capaz de eliminar fungos, células e bactérias indesejadas, reduzindo riscos de contaminação cruzada.

Além disso, lembre-se de limpar os instrumentos utilizados com frequência. Se necessário, utilize a autoclave ou a lavadora ultrassônica para eliminar completamente o biofilme.

Descarte o lixo corretamente

Lembre-se de fazer o descarte do lixo odontológico da maneira correta. Resíduos orgânicos, como sangue e saliva, apresentam risco de infecção, pertencendo ao Grupo A, segundo a Anvisa. Devem ser jogados em sacos de lixo sinalizados, e trocados com frequência.

Já o descarte de elementos do Grupo G, como tesouras, lâminas, agulhas e vidros, deve ser feito em papelão resistente e sinalizado como objetos perfurantes, cortantes e potencialmente infectantes.

Realize ações preventivas

Para que o consultório esteja sempre protegido, adote ações preventivas constantes de biossegurança. Essas medidas podem ser tomadas por você e sua equipe para tornar o ambiente mais saudável.

A primeira delas é fazer exames de rotina constantes. Como você terá contato com um grande número de pessoas diariamente, é essencial que vá ao médico verificar a situação de sua saúde, evitando contaminar ou ser contaminado por alguém.

Também é essencial que você se lembre de lavar bem as mãos com frequência, mesmo que faça o uso de EPI, e fazer a assepsia dos materiais. Durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde realizou uma série de estudos comprovando que se trata de um excelente método preventivo contra microrganismos.

A justificativa é que, por meio das mãos, podemos transportar o vírus do ar ou de uma superfície infectada para o nosso corpo. Para evitar que isso aconteça, basta lavá-las por cerca de 20 segundos com sabão e água corrente.

biossegurança em odontologia Realize ações preventivas

Lavar as mãos debaixo de água corrente é uma excelente medida de biossegurança em Odontologia.

Essas são algumas dicas para a eficiência da biossegurança em seu consultório. Sugerimos também a leitura do manual de Serviços Odontológicos Prevenção e Controle de Riscos, da Anvisa.

Ele possui uma ampla relação de técnicas que devem ser adotadas para garantir a eficiência da biossegurança na Odontologia e reúne os principais tópicos que devem ser levados em conta para segurança do dentista e da sua equipe de atendimento. Vale a pena conferir!

Aproveite e confira também a categoria de descartáveis da Surya Dental. Lá você encontra diversos produtos para garantir a segurança biológica em seu consultório.

Categoria Descartaveis

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio