Clareamento dental: parceria entre dentista e paciente

clareamento dental

Muitos pacientes chegam ao consultório com o desejo de ter os dentes brancos. Mas, o que poucos deles entendem, é que o clareamento dental é uma parceria entre dentista e paciente. Para alcançarmos o resultado esperado, é necessário que todos os passos sejam seguidos.

São pequenas condutas e mudanças de hábito que farão toda a diferença no tratamento. Neste post iremos abordar de forma prática e rápida os principais parâmetros a serem definidos para o clareamento dental dos sonhos do seu paciente.

Consultório e casa

O primeiro passo é definir qual será a abordagem trabalhada. Em geral, existem duas técnicas de clareamento para deixar o sorriso ainda mais branco: a feita no consultório, com o dentista, e a feita em casa, também com a supervisão profissional.

Em alguns casos, é possível, aliar as duas técnicas e conseguir um efeito mais claro de forma progressiva. A escolha do método mais adequado é feita respeitando as necessidades do paciente e o diagnóstico do dentista.

Os dentes podem adquirir durante a vida, em decorrência de vários fatores, um tom amarelado. Por esse motivo, é interessante que fique claro para seu paciente que o clareamento dental visa a recuperação da cor original dos dentes.

O clareamento dental serve também para promover um embranquecimento dos dentes originalmente mais escurecidos. Ou seja, aqueles dentes extra brancos, não são e nem devem ser o objeto de desejo do seu paciente.

clareamento dental

Eu quero

 Em casa

O clareamento caseiro é o método em que a maior parte do tratamento é realizada pelo paciente em casa. Nesse procedimento, o paciente utiliza uma moldeira, feita sob medida, com um gel clareador. Esse gel é um agente químico, e sua concentração é escolhida pelo dentista conforme a necessidade e a sensibilidade do paciente.

Esses materiais são fornecidos pelo dentista, que irá supervisionar o tratamento através de visitas periódicas do paciente ao consultório. O processo pode durar entre 15 e 30 dias. Tudo dependerá da frequência de uso, da porcentagem do gel e da cor almejada. É importante que você faça junto ao seu paciente uma escala da cor do dente, assim, ficará mais fácil que vocês cheguem a um acordo, para que o resultado seja natural.

 

clareamento dentalEu quero

No consultório

Já no clareamento dental realizado no consultório, o dentista irá aplicar sobre os dentes um gel mais potente. Durante a aplicação, a gengiva, lábios e bochechas são protegidas de forma que o clareador não provoque queimaduras.

Sobre esse material é aplicado um ativador. Esse ativador pode ser uma luz halógena ou um laser, que irá promover uma intensificação do clareamento. Dessa forma, você pode clarear um ou mais dentes em uma única sessão que deve durar de 45 a 60 minutos.

clareamento dental

Mantendo o clareamento dental

O clareamento dental não é permanente. Deixe claro para seu paciente que um retoque deve ser realizado em um período de tempo, e que esse tempo, irá variar de acordo com os hábitos alimentares dele.

Oriente-o para que ele inclua na sua rotina de higiene bucal a escovação após a ingestão de determinados alimentos. E, se possível, evite a ingestão de alguns.
Segue abaixo uma lista com os principais inimigos do clareamento dental:

Frutas: limão, laranja, kiwi, abacaxi, tangerina, amora, mirtilo (blueberry).
Bebidas: café, chá preto, refrigerantes, vitaminas efervescentes, suco de uva, vinho tinto.
Outros: molho shoyo, beterraba, catchup, açaí.

Se seu paciente é fumante, abandonar o cigarro pode ser uma boa dica. Afinal, o ato de fumar amarela os dentes, provocando manchas irreversíveis.

Gostou das dicas? Que tal ficar por dentro das melhores técnicas de clareamento? Acompanhe nosso Caso Clínico sobre clareamento dental sem relato de sensibilidade.
clareamento dental

Quer receber nossas novidades? Deixe seu e-mail.

Deixe um comentário