como salvar

Durante a primeira infância e início da adolescência são comuns os casos de trauma nos dentes. Eles podem ser desde uma pequena trinca, fratura de esmalte e/ou dentina, até a perda total. Para todos os casos há grandes chances de recuperação, mas para isso é preciso procurar atendimento odontológico o mais rápido possível, principalmente se forem dentes permanentes. Depois de uma hora, as chances de recuperação diminuem bastante.

Quando o dente sai totalmente (avulsão), existe possibilidade de reimplante, desde que ele seja mantido hidratado. Ele pode ser levado ao consultório na boca da criança (entre a bochecha e a gengiva), no próprio alvéolo do dente ou imerso em água de coco ou leite, nessa ordem, como orienta o cirurgião dentista Fabian Calixto Fraiz, professor de odontopediatria e coordenador de mestrado em Odontologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). “O dente é preso ao osso por fibras e elas serão reconstruídas. Se o dente fica muito tempo fora do alvéolo, seca totalmente e a chance de sucesso é pequena.”

A principal fase de risco de traumas na dentição decídua (de leite) é a partir de 1 ano, quando a criança começa a andar e a ter mais independência. Nesse período crítico, que dura até os 4 anos, os pais têm que estar muito atentos ao ambiente. “Não é uma fatalidade, tem como evitar. Os pais devem visualizar o espaço em que a criança vive, seja em casa, na escola, no parquinho e no clube”, diz Fraiz. A outra fase de risco é entre os 9 e 13 anos, quando começa a prática de esportes mais radicais, por vezes sem a devida proteção.

ODONTOPEDIATRIA – ORIENTAÇÕES PARA BEBÊS, CRIANÇAS, ADOLESCENTES E GESTANTES

A odontopediatra Larissa Brunetto, atende toda semana de duas a três crianças e adolescentes vítimas de trauma nos dentes. Como Ana Julia de Oliveira Fávaro, que tem apenas 4 anos e é banguela desde os 2. Em um acidente doméstico, a menina bateu a boca em uma mesa e perdeu o dente de leite precocemente – o início da troca de dentes deveria acontecer aos 6. A mãe, a artista plástica Rosimeri de Oliveira Fávaro, conta que foi tentado o reimplante, mas o dente não parou no lugar. Ela acredita que não haverá problemas quanto à estética. “Pela radiografia o dente de cima está crescendo bem e deve nascer normal.”

Mas há casos em que o trauma em dente de leite resulta em consequências para os permanentes. “Eles podem nascer manchados ou quebrados, além de mudar de posição. Às vezes não chegam nem a nascer”, afirma Larissa. Nesse caso, o paciente pode colocar uma prótese até que seja possível, a partir dos 16 anos, fazer um implante.

PROFISSÃO: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Dicas importantes:

Se você precisa de um tratamento de restauração, o especialista Victor Hugo Werner Baggio aconselha procurar um profissional qualificado e avaliar o cuidado com a limpeza do consultório, higienização e esterilização do material que será usado em você. Peça também ao profissional para explicar o seu problema de forma clara. Assim ele poderá lhe oferecer outras opções para sua necessidade. “E por fim, não cometa o erro de procurar um profissional priorizando apenas a questão financeira. Desconfie dos valores muito baixos, pois isso interfere diretamente na qualidade do tratamento”, ressaltou.

  • O que acontece se eu não realizar a restauração?

Além de um dente a menos ou um dente pela metade na boca, que pode ser bem chato, existem outras complicações, como dores cada vez mais frequentes e intensas. Se o problema tiver sido causado pela cárie, por exemplo, ela pode se estender e atingir a polpa do dente,sendo necessário realizar um tratamento de canal o quanto antes. Aí já viu o tamanho do problema que você terá que encarar, né?

HIGIENE BUCAL PODE SER GRANDE ALIADA DA SAÚDE DO CORAÇÃO

  • Higiene bucal todos os dias

Tendo ou não um dente quebrado seus cuidados bucais devem permanecer. O profissional recomenda consultar o seu dentista com frequência e manter uma alimentação saudável evitando açúcares e carboidratos. “Os dentes de leite merecem atenção especial, pois além de serem a base para a dentição permanente, nesse período a criança aprende os cuidados e manutenção da sua saúde futura”, indica.

E claro, aquela escovação diária com o uso de fio dental não pode faltar. Escolha uma escova dental que traga mais benefícios para a sua limpeza, além de cerdas macias para proteger seus dentes com carinho, ela remove a placa, mantendo as gengivas fortes e saudáveis além de remover as manchas superficiais dos dentes, dentre outros cuidados.

PRESTE ATENÇÃO NOS SINAIS QUE A BOCA DÁ PARA A SAÚDE DO ORGANISMO

Veja qual o procedimento correto no caso de acidentes, antes de procurar ajuda odontológica:

dente-quebrado-2

Fontes:

- Larissa Brunetto – Odontopediatra

- Fabian Calixto Fraiz – Professor de odontopediatria e Coordenador de Mestrado em Odontologia da UFPR

- Sorrisologia

Compre na Surya Dental, temos mais de 24 anos de experiência no mercado odontológico!

Quer receber nossas novidades? Deixe seu e-mail.

Deixe um comentário