Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Surya Dental

Cuidados com a higiene oral dos bebês

Um recente estudo feito pelo Ministério da Saúde, revelou que nos últimos sete anos, o Brasil o número de crianças com cáries, diminuiu em 30%. Resultado que se deve ao aumento das ações públicas que possibilitam tratamentos gratuitos e também, à mudança de hábito dos brasileiros.

 

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o país ultrapassa a média dos países das Américas no indicador CPO (sigla em inglês para Dentes Cariados, Perdidos e Obturados).

O Brasil tinha índice de 2,8 até 2003, e hoje melhorou para 2,1. É necessário que o país esteja entre 1,2 e 2,6 para ter índice aceitável de cáries.

 

Outro fator que contribuiu para essa diminuição nos índices, foi o aumento da procura das mães por profissionais dentistas na gravidez. Após o nascimento, a amamentação no peito também contribui para a formação dos dentes. É ela que vai ajudar a mandíbula do bebê a se posicionar no lugar certo.

 

É recomendado que, a partir do segundo mês, as mães lavem a boca da criança depois da alimentação, para tirar os resíduos de leite. Com essa atividade, o bebê diminui as chances de problemas na gengiva e já vai se habituando à escovação. A limpeza pode ser feita com uma gaze umedecida ou quando romper os dentes com uma escova própria para bebê.

 

Dicas para prevenir a cárie dentária:

1. Estímulo ao aleitamento materno exclusivo até os 6 meses; a partir de então, iniciar a introdução de alimentos sólidos de modo que a alimentação da criança em torno dos 12 meses seja semelhante à do restante da família. Desestimular o aleitamento materno sob livre demanda após os 12 meses, em função do risco de carências nutricionais e cárie precoce na infância.

2. Introdução de sacarose o mais tarde possível, de preferência só após os 12 meses, de forma que a criança reconheça o sabor natural dos alimentos e que não se estabeleça uma placa bacteriana qualitativamente cariogênica nas superfícies dentárias.

3. Manter intervalos regulares entre as refeições, permitindo o retorno do pH à neutralidade de forma a proporcionar equilíbrio entre os processos naturais de desmineralização e remineralização que ocorrem na superfície dentária.

4. Racionalizar o consumo de sacarose, de preferência logo após as refeições (mas nunca como “recompensa”).

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Feito por Nerau Studio