especializacao em odontologia

São 310 mil cirurgiões-dentistas atuando no país, média de 670 profissionais por habitante. Por ano, formam-se na faculdade de Odontologia quase 15 mil dentistas. Você, que é recém-formado, está preparado para isso?

A saída para enfrentar a concorrência é a especialização em Odontologia. Com um título de especialista, o dentista aumenta sua competitividade, melhora o currículo, tem ganhos mensais mais altos e se torna referência em uma técnica.

Neste post, vamos mostrar o que analisar durante a escolha do curso de especialização. Continue a leitura!

Tipos de especialização em Odontologia

Ao completar a graduação, o recém-formado encontra algumas opções de especialização em Odontologia.

Os que querem seguir carreira clínica devem ingressar na pós-graduação lato sensu. Os cursos têm duração média de 18 a 24 meses e dão direito ao certificado de especialista.

A modalidade stricto sensu é indicada aos profissionais que querem se dedicar à carreira acadêmica. É com esse tipo de especialização em Odontologia que você obterá o título de mestre ou doutor. A duração mínima dos estudos é de dois anos.

Vantagens de fazer especialização em Odontologia

A educação continuada traz muitas vantagens. Um dentista com especialização é um profissional mais competitivo porque conhece novas técnicas e novos materiais.

O título de especialista, assim como na Medicina, também confere credibilidade e passa confiança, além disso, é mais fácil se destacar e ser considerado referência em um nicho do que em um campo generalista.

Também não é segredo que a Odontologia se transformou em uma área saturada de profissionais, tornando a especialização uma necessidade.

Subir o nível de qualificação ainda aumenta o rendimento mensal. O profissional tem ganhos maiores porque passa a realizar procedimentos complexos e mais caros que, quando generalista, não estava apto a fazer.

A especialização é uma forma de ampliar o network. Durante o curso (e também depois), você tem contato com profissionais de perfis variados em idade, experiência e área de atuação. Todos compartilham experiências, deixando o aprendizado ainda mais interessante.

Como escolher a especialização em Odontologia

Conheça quais aspectos são importantes ao escolher um curso de especialização.

Afinidade com a área de atuação

A escolha do curso de especialização envolve vários aspectos, e o primeiro deles deve ser a afinidade com a área de atuação. Se você não gosta de cirurgia, não curse Endodontia, por exemplo, assim como não tente ser um odontopediatra se não tem habilidade com crianças.

Essa afinidade fica evidente durante a graduação, quando o aluno entra em contato com o universo da Odontologia e vê as possibilidades de atuação.

Observar tendências de mercado

Olhe para o mercado de trabalho para entender se realmente existe demanda por aquela especialidade ou se não passa de um modismo. Analise também se, ao concluir o curso, você terá pacientes na cidade onde mora ou será preciso se mudar.

Analise as tendências de mercado e fique de olho em pesquisas. Estudos demográficos mostram que, assim como o país está envelhecendo, as mulheres têm cada vez menos filhos. A partir dessas duas constatações já é possível dizer que a Odontogeriatria e a Implantodontia podem ser caminhos melhores do que a Odontopediatria.

especializacao em odontologia

Atendimento especializado a pacientes idosos: tratamento e prevenção dos problemas comuns na terceira idade.

Instituição de ensino com foco na prática

Opte por uma instituição de ensino que ofereça muitas horas de clínica prática. Cursar uma especialidade odontológica exige que o estudante tenha várias aulas práticas. Afinal, é na clínica que ele colocará em ação os conhecimentos teóricos da sala de aula.

O foco da especialização é a prática clínica voltada ao mercado de trabalho. Os alunos aprendem atendendo pacientes (selecionados na comunidade) com a supervisão dos professores. Eles precisam dessa vivência do atendimento para se sentirem seguros ao aplicar as técnicas no consultório.

Antes de efetuar a matrícula, informe-se se a instituição de ensino tem uma clínica equipada, equipe de apoio (atendentes e auxiliares) e pacientes. Esqueça a distância geográfica: o melhor curso pode não estar na sua cidade. Planeje seu tempo (e seu bolso) para estudar na melhor escola.

O dentista deve pedir referências. Conversar com professores, colegas de profissão e profissionais daquela especialidade será útil para ter uma visão extra sobre o nicho e a escola. Lembre-se que um curso de especialização em Odontologia exige dedicação (de 18 a 24 meses, em média) e investimento, portanto, a escolha certa evitará desperdício de tempo e dinheiro.

Fazer planejamento financeiro

Planeje-se financeiramente! Depois de definidos o curso e a instituição de ensino, só efetue a matrícula se tiver condições de ir até o fim e obter o certificado. Faça uma estimativa de gastos (mensalidade, materiais, transporte, hospedagem e alimentação) antes de assinar o contrato.

Alinhe a especialização em Odontologia aos seus planos para o futuro. Se pretende morar fora do país, escolha um curso que permita a especialização sanduíche, em que você cursa uma parte no Brasil e outra no exterior.

Qual a melhor hora para se especializar

Alguns recém-formados saem da faculdade e já ingressam em um curso de especialização, mas é justamente o contrário que tem se mostrado o melhor caminho. Profissionais com anos de carreira afirmam que antes de partir para uma especialização o dentista deve ter alguma experiência prática para só depois fazer um novo investimento.

curriculo dentista recem-formado

Aproveite um tempo logo depois de formado para exercitar a Odontologia. Vá clinicar para saber com qual área você mais se identifica. É a parte cirúrgica? De alinhamento dentário ou estética? Atendimento de crianças ou idosos?

Durante a graduação, o aluno se familiariza com várias áreas, mas é com a prática que ele define como será sua carreira.

Vença a ansiedade de querer um título de especialista logo de cara. Não há hora certa para se especializar. É melhor gastar um tempo pesquisando as possibilidades do que se matricular em um curso e ter grandes chances de se arrepender depois.

especializacao em odontologia

Procure uma escola que tenha grande volume de aulas práticas.

Especialidades odontológicas promissoras

O mercado é feito de demandas e atualmente algumas especialidades estão em desenvolvimento acelerado, como já aconteceu com outras áreas no passado. Confira três especializações em Odontologia que estão em alta.

Implantodontia

É uma área promissora em razão das pesquisas científicas, de novas técnicas, do envelhecimento da população e do sucesso dos tratamentos.

Os valores dos procedimentos estão mais acessíveis, permitindo que o volume de pacientes aumente. Por ano, são instalados quase 1 milhão de implantes no Brasil. Estima-se que 2 mil especialistas em implantes se formam todos os anos.

Estética

É uma área que vem ganhando cada vez mais espaço na Odontologia porque os pacientes buscam um sorriso bonito e saudável. As novidades em tratamento são constantes, por isso é preciso se manter atualizado

Odontologia Hospitalar

O especialista em Odontologia Hospitalar vai trabalhar nos hospitais, no suporte a pacientes em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ou internados por longo período.

Pesquisas e experiências têm apontado que a presença do cirurgião-dentista no ambiente hospitalar ajuda a reduzir o risco de infecções, o tempo de internação, a quantidade de medicamentos prescritos, além de melhorar a qualidade de vida do paciente.

especializacao em odontologia

Odontologia Hospitalar: especialização insere o dentista na equipe de atendimento ao paciente. Foto: Luis Melendez

Mercado de trabalho

A Odontologia é uma carreira promissora, mas a concorrência é alta. São ao menos 310 mil cirurgiões-dentistas atuando no país, segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), dos quais 36% tem alguma especialidade. A média é de 670 dentistas por habitante.

A concorrência no mercado de trabalho pode ser enfrentada com a especialização. Isso porque o especialista consegue se tornar referência na área ao oferecer um serviço mais qualificado do que o dos concorrentes. O profissional que faz um bom trabalho, sempre é reconhecido.

O especialista domina melhor novas técnicas de tratamento porque sempre se mantém atualizado (inclusive com os cursos de aperfeiçoamento).

A especialidade odontológica mais comum no Brasil é a Ortodontia: de cada 100 especialistas, 22 têm certificado de ortodontista. Em último da lista está a Odontologia do Esporte, com apenas 32 profissionais. Os dados são do CFO.

especializacao em odontologia

Odontologia: 2ª melhor profissão

No ranking de melhores profissões, a Odontologia só perde para Medicina quando se leva em consideração salário, horas dedicadas ao trabalho, porcentagem de formados na área com emprego e cobertura previdenciária. É o que mostra um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Segundo a pesquisa, o salário médio é de R$ 5.367,31. Os profissionais dedicam-se 38 horas semanais ao trabalho, 96,22% dos formados atuam na área e 83,23% têm cobertura previdenciária.

A área de atuação do dentista é ampla. Ele pode trabalhar como autônomo, em clínicas de terceiros, no serviço público, seguir a carreira acadêmica ou ter o próprio consultório.

Você já decidiu qual especialização em Odontologia vai fazer? Se está em dúvida, responda o nosso quizz! Clique no banner para começar.

especializacao em odontologia quizz teste

Quer receber nossas novidades? Deixe seu e-mail.

Deixe um comentário