Publicidade na Odontologia. Você sabe o que pode e o que não pode?

Publicidade na Odontologia

Os cirurgiões-dentistas estão utilizando cada vez mais as redes sociais, porém é preciso que conheçam o que é e o que não é possível publicar, para estarem de acordo com o Código de Ética da profissão.

Algumas atividades permitidas:

1) Divulgação das áreas de atuação, procedimentos e técnicas de tratamento.
2) As especialidades nas quais o cirurgião-dentista esteja inscrito no Conselho Regional.
3) Os títulos de formação acadêmica stricto sensu e do magistério relativos à profissão, endereço, telefone, fax, endereço eletrônico, horário de trabalho, convênios, credenciamentos, atendimento domiciliar e hospitalar.
4) O seu logotipo.
5) A expressão “clínico geral” pelos profissionais com conhecimentos adquiridos em cursos de graduação ou pós-graduação.
6) Vídeos de animação gráfica, representando técnicas e procedimentos reconhecidos cientificamente pela literatura odontológica.
7) Artigos, matérias e informações que tenham como objetivo orientar a população e fortalecer sua conscientização sobre a importância os cuidados de saúde bucal.

Depois de conhecer quais atividades que os Cirurgiões Dentistas podem realizar nas redes sociais, o que é possível publicar e estar dentro do que é considerado permitido pelo Código de Ética Odontológico.

 Saiba o que NÃO deve fazer nas redes sociais:

1) Publicar imagens de “antes” e “depois” de procedimentos ou de vídeos sensacionalistas e a autopromoção ou concorrência desleal.
2) Expor imagens de pacientes ou terceiros, mostrando o “antes” e “depois” ou elogiando as técnicas e os resultados de procedimentos.
3) Induzir o público leigo a acreditar que técnicas reconhecidas cientificamente, usadas por outros profissionais, sejam inadequadas ou ultrapassadas.
4) Realizar consulta, diagnóstico, opinião técnica e planejamento de tratamento como substituição da consulta odontológica presencial.
5) Divulgar textos, fotos e vídeos de técnicas, terapias de tratamento e áreas de atuação que não possuam comprovação científica ou que não pertençam ao âmbito da Odontologia.
6) Divulgar fotos, vídeos ou expressões antes, durante e depois de procedimentos odontológicos.
7) Exibir as condições bucais do paciente, expondo situações clínicas e pessoais para obter opiniões ou diagnósticos de outros colegas ou até para criticar a conduta terapêutica de outro profissional.
8) Expor o paciente a situações vexatórias, divulgando informações obtidas pelo relacionamento profissional ou mesmo para divulgar técnicas, métodos ou resultados de tratamentos, mesmo diante da autorização do mesmo.
9) Divulgar gratuidades, benefícios, vantagens, descontos, brindes, promoções e valores de procedimentos e consultas.
10) Garantir, prometer ou insinuar resultados de tratamento.
11) Induzir a opinião pública a acreditar ou se intitular especialista sem que tenha registro no Conselho Regional.
12) Anunciar título de especialidade em área não reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia.

Confira aqui o Código de Ética Odontológica completo

Adaptado da revista do CRO-RJ- edição de setembro/2016
Artigo Prof. Casimiro Abreu Possante de Almeida

Fonte: CRO -RJ

Quer receber nossas novidades? Deixe seu e-mail.

Deixe um comentário