Respirar pela boca ao dormir aumenta risco de ter cáries

1243926_11897794

Um estudo realizado pela Universidade de Otago, da Nova Zelândia, mostrou que durante o sono, quando respiramos pela boca, o PH médio de acidez cai.

As pessoas que respiram pela boca quando dormem e as que sofrem de apneia do sono, correm mais risco de ter cáries do que as que respiram pelo nariz, segundo um estudo da Universidade de Otago, da Nova Zelândia.

“Nossa pesquisa respalda a ideia de que respirar pela boca pode ser um fator fortuito vinculado às doenças dentais como a erosão do esmalte e as cáries”, disse a chefe da pesquisa, Joanne Choi, para a “Radio New Zealand”.

Nesta pesquisa foram estudados os níveis de ph oral de dez voluntários que dormiram com pinças no nariz que os obrigava a respirar pela boca durante o sono.

Conheça mais problemas de se respirar pela boca clicando Aqui.

No estudo, publicado no “Journal of Oral Rehabilitation”, se descobriu que os pacientes que foram forçados a dormir com a boca aberta tinham um ph médio de acidez de 6,6 comparado com o ph neutro de 7 registrado em quem respirava pelo nariz durante o sono.

Em muitos casos, o nível caiu a 3,6, que é muito abaixo do limite de 5,5 quando o esmalte começa a se desmineralizar, nos casos em que os voluntários foram forçados a respirar pela boca.

O ph, cujos valores normais oscilam entre 5,6 e 7,6, ajudam a proteger a integridade da mucosa, acabar com restos alimentícios e bactérias, neutralizar os ácidos e remineralizar as lesões dentárias e possui, além disso, propriedades antibacterianas.

Fonte: Medical News Today

Quer receber nossas novidades? Deixe seu e-mail.

Deixe um comentário