Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar
8 dicas para alunos de odontologia irem bem na faculdade

8 dicas para alunos de odontologia irem bem na faculdade

Tornar-se um aluno de odontologia é o primeiro passo para quem quer ser cirurgião-dentista. É dentro da universidade que você vai aprimorar conhecimentos técnicos e teóricos, desenvolver habilidades necessárias para o dia a dia e, claro, traçar o começo de uma grande jornada.

Por isso, é importante aproveitar ao máximo a graduação, para que, ao formar-se, você tenha uma boa base para o mercado de trabalho e consiga ingressar em programas de pós-graduação renomados e que vão agregar ainda mais para a sua carreira.

Quer saber como tirar o máximo de proveito desse momento? Continue a leitura e confira todas as nossas dicas para alunos de odontologia.

1. Mantenha a sua rotina de estudos bem organizada

Uma dica básica, mas nem sempre tão óbvia. Ter uma rotina bem estruturada é essencial para lidar com a enorme quantidade de matérias para estudar, assim como para evitar que os trabalhos atrasem.

É normal que, para quem está começando, seja um pouco complexo organizar essa rotina. Afinal, tudo é muito novo e, ao entrar na faculdade, ainda não entendemos muito bem como funcionam os fluxos.

Por isso, após a primeira semana do curso e com os horários das aulas já divulgados, crie um planejamento para estudar. Considere aqui todas as etapas da sua rotina: o tempo de locomoção, as pausas para refeições e banho, entre outras tarefas, de forma que consiga gerenciar o seu tempo com mais propriedade.

Como fazer um cronograma de estudo?

Se você ainda está um pouco perdido sobre como seria esse cronograma, calma! Nós vamos dar mais detalhes do que considerar na hora de montar o seu.

Organize os compromissos fixos

Por compromissos fixos você pode entender como aqueles que não podem ser adiados e ocorrem todos os dias e todas as semanas. Por exemplo, os horários das aulas na faculdade.

Separe os momentos livres para estudo

Agora que você já sabe quais horas do seu dia estão ocupadas, olhe para os momentos livres. Escolha qual deles vai reservar para estudo, novamente, lembrando que existe na sua rotina o tempo de locomoção universidade/casa ou para fazer outras tarefas diárias e até mesmo domésticas.

Aluno de odontologia escrevendo em caderno

O curso de odontologia é difícil? Dependerá da forma como você organiza o seu dia.

Deixe espaços livres para o descanso

Descansar faz parte do cronograma de estudos? Sem dúvidas! Não é porque você está na faculdade que nunca deve tirar um tempinho para relaxar e fazer o que gosta.

Aliás, descansar é muito importante para ter bons resultados, afinal, ninguém consegue aprender e estudar quando o corpo e a mente estão exaustos, não é mesmo?

Crie metas considerando o que precisa ser estudado

As metas são grandes aliadas e devem servir como um norte. Ou seja, todos nós temos algum objetivo quando estamos estudando, certo?

Por exemplo, estipule que, até determinado dia, você quer dominar algum conteúdo. Ou então, que em uma noite, você quer ler um artigo inteiro. Se precisar, escreva em seu caderno a sua meta.

Reveja diariamente o que você estudou

Esse é um passo que provavelmente você já ouviu falar desde criança. A verdade é que essa dica valiosa deve fazer parte do seu cronograma de estudos, justamente porque a sua memória ainda vai estar fresca após um dia de estudo.

Pegue todas as matérias que você teve aulas e reveja o seu caderno, anotações ou páginas de algum artigo ou livro. Você verá que isso é rápido e ajudará a memorizar melhor a matéria.

2. Conheça a experiência de outros alunos

A troca de experiências é sempre uma ótima oportunidade para aprender mais. Especialmente para quem está começando a faculdade ou nos primeiros termos, vale a pena buscar por mais informações.

Você pode conversar com alunos que estão mais avançados na graduação ou, caso não conheça nenhum, assistir vídeos no YouTube, já que existe um grande leque de canais feitos por estudantes e que contam sobre experiência e o dia a dia.

Ouvir quem já passou por tudo é muito importante para tirar ideias, dicas e, até mesmo, evitar alguns erros que colegas cometeram e não gostariam que outras pessoas passassem pelo mesmo problema.

3. Entre em grupos de pesquisa ou atividades extras

Estar na faculdade é uma busca constante por aprendizado e, claro, para alunos da odontologia não seria diferente. Além das aulas, é muito interessante encontrar outras formas de ter experiências que, futuramente, podem ser decisivas nos seus primeiros trabalhos fora da graduação.

Algumas opções são os grupos de pesquisa, que são ótimos para aprofundar-se mais sobre um determinado tema, conhecer novos colegas e criar networking com os professores. Além disso, essa oportunidade fará toda a diferença no seu currículo, especialmente se você deseja seguir a carreira acadêmica.

Aluno de odontologia em laboratório

Entre as dicas de odontologia não poderia faltar os grupos de pesquisa da faculdade.

Outra alternativa são os estágios, monitoramentos e outras atividades que acontecem na faculdade, mas que não são obrigatórias. Assim como o grupo de pesquisa, esse tipo de situação ajudará você a adquirir experiência e a desenvolver habilidades requisitadas no mercado de trabalho.

Por mais cansativo que pareça, participar desse tipo de atividade é importante para quem está na faculdade, pois pode ser o diferencial que você precisa para começar a trabalhar em alguma clínica ou outro tipo de instituição. Lembre-se: dentro da universidade todos os esforços valem a pena e não serão à toa.

4. Participe de cursos livres na área de odontologia

Por ser uma área bastante ampla, nem sempre é fácil decidir qual a melhor especialidade. Uma forma de entender quais caminhos seguir é fazer alguns cursos de imersão ou livres, que permitam a participação de alunos da odontologia.

Neles, você terá um “cheirinho” de uma determinada área, ouvir de profissionais que já atuam no mercado qual a experiência deles e criar networking.

Uma boa dica é tentar fazer um por semestre ou por ano, para ver o que mais te agrada.

5. Participe de eventos

Você sabia que os eventos acadêmicos também pesam no seu currículo? Isso mesmo! Programas de mestrado e doutorado analisam todo o seu histórico dentro da universidade e, quanto mais palestras, apresentação de trabalhos e outros que você tiver, melhor será.

Lembra do tópico do grupo científico? Pois é, com um artigo em mãos, você poderá inscrever-se em diversos eventos acadêmicos para apresentar o seu projeto. Essa experiência vai agregar muito, inclusive, para desenvolver ainda mais o seu trabalho.

6. Grave as aulas

Para quem está começando a faculdade, a ideia de gravar aulas pode ser um pouco estranha. Mas acredite, esse hábito é muito comum e provavelmente você verá outros colegas fazendo o mesmo.

As gravações são ótimas para te ajudar na hora de estudar ou rever a matéria, afinal, nem sempre será possível anotar tudo ou gravar na memória. Portanto, use a tecnologia a seu favor!

7. Prepare-se para as aulas com antecedência

Em algum momento da graduação um professor vai pedir para você ler algum artigo antes da aula, pois esse material servirá de apoio para discussões e atividades. Acontece que muitos alunos deixam de fazer essa atividade e acham que uma leitura superficial será o suficiente.

Obviamente, esse é um grande erro. Artigos nem sempre são fáceis de ler, mas é muito melhor fazer a leitura e levar as suas dúvidas do que fingir que fez a tarefa e, no dia da aula, demonstrar que estava mentindo.

Aluno de odontologia em biblioteca

Estudar os conteúdos propostos antes de ir para o curso de odontologia é fundamental para participar das aulas.

Por isso, a importância de ter um cronograma de estudos para poder preparar-se bem para as aulas e não deixar passar nada.

8. Crie um grupo de estudo entre colegas

Você sabia que uma ótima forma de aprender é ensinar? Quando você explica algo a alguém, terá uma noção do quanto domina (ou não) de um conteúdo. É por isso que os grupos de estudo com colegas são tão eficazes.

Cada um vai contribuir com o que sabe e ajudar um colega. Por exemplo, pode ser que você entenda muito sobre um assunto, mas talvez sobre outro não. Mas com a ajuda dos amigos da faculdade, isso poderá ficar bem mais fácil, além de ser uma oportunidade para trocarem material que um tem e o outro não.

Vantagens do grupo de estudo

Se você se interessou pelas dicas de grupo de estudo, confira as vantagens que ele tem para todos.

Perguntas que você nunca pensou

Não é segredo para ninguém que cada um tem o seu próprio jeito de ver o mundo e de entendê-lo, certo? Dentro da vida acadêmica acontece a mesma coisa.

As suas dúvidas e as dos seus colegas podem não ser as mesmas, e essas perguntas e reflexões que cada um fez pode ser o gatilho para aquele famoso momento “eu nunca tinha pensado nisso”.

O momento de troca e de explicações vai gerar perguntas que deixarão o estudo muito mais rico, especialmente se buscarem por respostas juntos e levarem isso até os professores.

Fortalecimento de laços

Ensinar alguém é um ato de generosidade e empatia. Ajudar um colega com uma dúvida e mostrar a ele de um jeito simples o conteúdo estudado com certeza é uma ótima forma de criar mais laços e, consequentemente, amizade.

Mas, além do laço sentimental, essa proximidade poderá ser de grande valia para o futuro, no mercado de trabalho. Um poderá ajudar o outro, seja em uma indicação ou em um projeto. Você nunca sabe o dia de amanhã e, por isso, ter uma boa relação com todos baseada na generosidade e respeito é tão importante.

Grupo de alunos de odontologia estudando enquanto lancham

Os grupos de estudo podem ajudar muito na faculdade de odontologia.

Pôr em prática tudo o que foi estudado

Como já explicamos, colocar em prática é uma forma de estudar. Você vai rebuscar na sua mente o conteúdo e encontrar jeitos de explicá-lo com simplicidade e objetividade.

Além disso, quando um colega tem dúvidas e você precisa explanar ainda mais o assunto, é o momento de pensar mais no conteúdo e, até mesmo, preparar-se para perguntas semelhantes que podem surgir na prova.

Ser aluno de odontologia nem sempre é fácil. Aliás, a verdade é que, independentemente da área escolhida, os desafios sempre vão surgir, porque isso faz parte da faculdade. E são essas barreiras e dúvidas que vão desenvolver as suas habilidades, inclusive, socioemocionais.

Gostou de dicas como essa? Convidamos você a clicar no banner abaixo e fazer download do nosso modelo gratuito de currículo para dentista recém-formado.

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio