Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar
Clorexidina na odontologia: como usar no consultório?

Clorexidina na odontologia: como usar no consultório?

A biossegurança é uma preocupação de todo cirurgião-dentista. É necessário sempre assegurar-se de que seus pacientes estão livres de microrganismos que possam prejudicar a saúde bucal.

Há diversas soluções possíveis para isso, como usar clorexidina em seus procedimentos. Esse produto é capaz de eliminar micróbios, fungos e bactérias e tornar os procedimentos odontológicos mais seguros.

Continue a leitura para entender melhor o que é a clorexidina e como é possível utilizá-la em seu consultório.

O que é clorexidina?

O gluconato de clorexidina, comumente conhecido apenas como clorexidina, é um antimicrobiano sintético, com funções antifúngicas, bactericidas e bacteriostáticas, e atua tanto contra microrganismos gram-positivos quanto gram-negativos.

Quando manipulada de forma correta e utilizada em pequenas quantidades, ela pode trazer bons resultados e não apresentar níveis de toxicidade sistêmica, assim como não produzir resistência considerável a microrganismos.

Seu uso é comum em diversas áreas da saúde, bem como na odontologia, de diferentes formas. Uma delas é na redução de placa bacteriana e no tratamento da gengivite, como veremos adiante.

Também é possível utilizá-la em procedimentos endodônticos ou cirurgias dentárias. Isso porque a instrumentação não é capaz de eliminar todos os microrganismos. O uso da clorexidina, portanto, torna o procedimento mais seguro.

Propriedades da clorexidina

Segundo a pesquisa “Uso da clorexidina como agente preventivo e terapêutico na odontologia”, a substância tem uma propriedade valiosa para a odontologia: a substantividade, ou seja, a capacidade de manter-se no local de ação ativo, no caso, na superfície dental, na gengiva e na mucosa bucal.

Dessa forma, a clorexidina é liberada lentamente, permitindo que o seu efeito seja neutralizado pelo fluxo salivar.

Como veremos mais adiante, essa propriedade é fundamental para alguns tratamentos, como o de placa bacteriana, que necessita de tempo de contato entre o agente e o microrganismo para que seja eliminado.

Vantagens

Em procedimentos endodônticos, por muito tempo usou-se o hipoclorito de sódio como irrigante pela sua ação antimicrobiana. Porém, dependendo da concentração da solução, ela pode não ser biocompatível com o paciente. O uso da clorexidina não apresenta esse problema, sendo mais indicado.

Um dos grandes benefícios de utilizar a clorexidina é a substantividade. De acordo com artigo de Gatelli e Bortolloni, o efeito do produto é capaz de perdurar por mais de 12 semanas na boca.

Já em estudos de Brightman foi comprovado que o tratamento com clorexidina reduz em 64% o índice de placa, 61% o índice de gengivite e 77,2%
o de sangramento gengival.

Homem negro sorrindo enquanto recebe tratamento odontológico

As vantagens da substância demonstram a importância da clorexidina na odontologia.

Além disso, o mesmo estudo revela que quando utilizado para higienização de escovas de dente o produto foi capaz de eliminar totalmente a bactéria Streptococcus mutans, principal responsável pelo desenvolvimento de cáries.

Efeitos colaterais da clorexidina

Assim como todas as substâncias, a clorexidina tem os seus pontos negativos — e que, felizmente, podem ser revertidos.

O uso prolongado da clorexidina pode manchar dentes, próteses ou restaurações. Entretanto, isso pode ser removido com a profilaxia.

Em alguns casos, pode haver gosto amargo na boca (que pode desaparecer algumas horas após o uso da clorexidina) e sensibilidade da mucosa, que pode levar dias para deixar de ser sentida.

Indicações para clorexidina na odontologia

Dentro da odontologia, existe um leque de possibilidades para o uso do produto, de forma que torne tratamentos mais seguros para ambas as partes.

Devido às propriedades, e por ser um produto que não oferece efeitos contrários consideráveis, a clorexidina torna-se essencial dentro do consultório odontológico.

Bochechos e enxaguantes bucais

O mais comum são os bochechos com clorexidina a 0,12%, essenciais para o controle de microrganismos nas mucosas e, até mesmo, nas próteses totais. Por isso, a substância está presente em alguns enxaguantes bucais, para auxiliar na remoção das placas, prevenir contra cáries e diminuir a atividade metabólica de microrganismos.

Tratamento de gengivite

De acordo com o estudo “O papel da clorexidina no tratamento de pacientes com gengivite”, a principal causa da gengivite é o acúmulo de placa. A clorexidina traz resultados relevantes como agente antiplaca e, portanto, é essencial para combater e prevenir a doença bucal.

A pesquisa explica que a clorexidina fica retida na mucosa bucal e na superfície dental e, no período de 24 horas, ela é liberada aos poucos e age contra bactérias, evitando o acúmulo de placa.

O estudo, que analisou a ação da clorexidina no tratamento de gengivite, concluiu que, quando utilizada em um período de dez dias, reduz e controla significativamente a doença.

Redução da placa

Como explicamos no tópico anterior, a clorexidina é crucial para reduzir a placa bacteriana. E, por isso, é uma aliada na prevenção de doenças bucais em pessoas com deficiência física e mental que não conseguem realizar uma higiene de forma efetiva.

Mulher branca sorrindo enquanto recebe atendimento odontológico.

O uso da clorexidina na odontologia é diverso, como o controle de placa.

Pode também ser usada com portadores de aparelhos ortodônticos ou em pacientes geriátricos, já que a escovação pode ser mais difícil para ambos os grupos.

Endodontia

Para utilizar a clorexidina em procedimentos endodônticos, por exemplo, basta encher uma seringa com cerca de 3 ml do produto e preencher o canal após a abertura da coroa, fazendo uma instrumentação convencional.

Após alguns segundos, será necessário remover toda a substância injetada com um banho de soro fisiológico. Para repetir o processo com outro instrumento, faça novamente uso do produto, aplicando e limpando.

Desinfecção pré-operatória

Segundo a pesquisa “Uma abordagem sobre a clorexidina: ação antimicrobiana e modos de aplicação”, a substância também pode ser empregada na desinfecção de mãos no pré-operatório, com clorexidina a 4%. O produto pode ser utilizado diariamente, já que não ocorre a absorção cutânea.

Os instrumentos limpos também podem ser desinfetados com o auxílio de clorexidina. Para isso, deixe-os imersos durante 30 minutos com a substância a 0,05%.

Outras ações terapêuticas

A pesquisa “Uso de clorexidina como agente preventivo e terapêutico na odontologia” aponta que a substância pode ter outros fins, que visam garantir mais saúde ao paciente.

Um deles é a diminuição de doenças e agravos à saúde bucal no período pós-cirúrgico ou de tratamentos periodontais, em terapias de ulcerações aftosas e de estomatite protética, gengivite úlcero-necrosante aguda e fraturas de mandíbula e maxilar.

Como usar a clorexidina?

Para o combate a problemas bucais, como placa bacteriana ou gengivite, é recomendado fazer bochecho com uma solução de clorexidina regularmente. Nesse caso, como cirurgião-dentista, será necessário fazer a orientação correta de acordo com o caso de cada paciente.

O recomendado é que os pacientes façam bochechos duas vezes ao dia com 15 ml do produto de concentração 0,12% a 0,2%. O tempo ideal é de um minuto.

Também é importante não fazê-los logo após a escovação, pois o creme dental pode diminuir a eficiência. Assim como deve ser evitado antes de refeições, para não afetar a sensação gustativa.

As irrigações também são outro meio de administrar a clorexidina. Pode ser aplicado diariamente em solução com concentração de 0,02% a 0,5% por um minuto.

Os géis a 0,5% e 1% podem ser aplicados com o auxílio de moldeiras ou escovas de dente para atingir toda a superfície dental. Entretanto, o artigo “Uso da clorexidina como agente preventivo e terapêutico na odontologia” explica que essa pode ser a administração menos efetiva.

Mulher branca colocando moldeira

Clorexidina: antisséptico que pode ser aplicado de diversas formas

O dentifrício a 0,6% ou 0,8% é uma forma de aplicar diretamente nas áreas necessárias. Apesar de ter atividade reduzida, pode ser um meio e evitar os efeitos colaterais adquiridos pelo bochecho.

Também existe a opção de spray, que pode ser fácil de aplicar, entretanto, a eficácia pode ser reduzida se isso não for bem feito, ou seja, a clorexidina não atingir todos os locais.

Clorexidina e coronavírus: qual a relação entre eles

O período de pandemia deu destaque para a clorexidina dentro dos consultórios odontológicos. Entre as propriedades da substância está a capacidade de minimizar os microrganismos que existem nos aerossóis.

Os aerossóis são responsáveis pela transmissão de Covid-19 e, portanto, devem ser evitados durante os procedimentos. Mas não apenas o coronavírus é preocupante: outras bactérias perigosas não devem ser descartadas, como as associadas à tuberculose, às infecções respiratórias e oculares, entre outras.

Para reduzir o nível de contaminação por aerossóis, o ideal é oferecer o bochecho de clorexidina a 0,12% durante um minuto antes de iniciar o procedimento.

Como podemos ver, a clorexidina na odontologia traz diversos benefícios tanto para os pacientes como para o cirurgião-dentista. É uma forma de manter a biossegurança, assim como oferecer alternativas terapêuticas para as pessoas atendidas no seu consultório.

Se o seu consultório está precisando de abastecer os estoques de clorexidina, aproveite para clicar no banner abaixo e adquirir os seus produtos na Surya Dental.

como usar clorexidina

Summary
Como usar clorexidina em seu consultório
Article Name
Como usar clorexidina em seu consultório
Description
Melhora sua biossegurança aprendendo como usar clorexidina. Assegure que seus pacientes estão livres de microrganismos que possam prejudicar a saúde bucal.
Author
Publisher Name
Blog Surya Dental
Publisher Logo

Comentários

  1. Noélia Carvalho Viana disse:

    Muito bem explicado. Ñ sabia que essa substância seria tão eficaz assim.

  2. Maria Verônica Lopes da Silva disse:

    Eu sou cliente física usuária do gel dental com a clorexidina, que encontrei por acaso no supermercado. Queria saber se posso usar diariamente, possuo prótese fica e com seu uso sentir que meus implantes desinflamaram e consigo usar o irrigador oral sem sentir dor. Espero ansiosa sua resposta, pois pretendo comprar com vocês.

    1. Olá, Maria,

      Neste caso, é ideal que utilize Periogard que tem fórmula clorhexidina a 0,12 % , pode fazer bochechos 1 vez ao dia apenas.

      Abraço!

  3. Fabiana disse:

    Posso comprar a clorexidina e usar em casa como um auxilio a mais para diminuir caries, placas e tártaros ,ainda mais agora que não esta tendo atendimento odontológico causa fo covid?Obrigada

    1. Olá, Fabiana, pode sim! Lembre-se de diluí-la para fazer bochechos.

  4. mariaivonilza9@gmail.com disse:

    Pode engolir a clorexidina?

    1. Olá Maria, não recomendamos nenhum medicamento sem a indicação de profissionais da saúde qualificados e que conheçam todo o seu histórico. Procure um profissional de saúde para qualquer tipo de medicação, ok? Obrigado por nos acompanhar.

  5. Érica disse:

    Olá! Posso fazer bochecho diariamente com perioplak ( gliconato de clorexidina?

    1. Olá, Érica! Tudo bem?
      A nossa recomendação é que você consulte o seu dentista de confiança para tirar essa dúvida. Ele poderá indicar a você o que é o ideal.

      Agradecemos o seu comentário. Abraços!

  6. Ana disse:

    Olá! O periogard tem algum tipo ee antibiótico na fórmula?

    1. Olá, Ana. Tudo bem?
      O Periogard é um enxaguante antimicrobiano. Você pode saber mais sobre o produto neste artigo: https://www.colgate.com.br/oral-health/gum-disease/chlorhexidine-gluconate-oral-rinse-what-is-it

      Abraços!

  7. Charlene disse:

    Quem utiliza aparelho ortodôntico pode utilizar ?

    1. Olá, Charlene! Como vai?
      Sim, pode!

      Agradecemos o seu comentário. Abraços

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio